julho 12, 2020

Mostra de Cinemas Africanos exibe curtas dirigidos por mulheres africanas sobre a pandemia da Covid-19

by Ana Camila in Sem categoria

Mostra de Cinemas Africanos exibe curtas dirigidos por mulheres africanas sobre a pandemia da Covid-19

Filmes podem ser acessados no site do Africa in Motion Film Festival com legendas em português. Iniciativa da Ladima Foundation, curtas são resultado de concurso de filmes voltado para jovens realizadoras africanas

A Mostra de Cinemas Africanos tem a honra de, em parceria com o Africa in Motion Film Festival, exibir os dez curtas-metragens de mulheres africanas apresentados pela Ladima Foundation. Os filmes, com duração de até dois minutos, podem ser vistos a partir de hoje, 11 de julho de 2020, durante três meses no site do Africa in Motion com legendas em português fornecidas pela Mostra.

Assista aqui.

Esses curtas são resultado de um concurso de filmes realizado pela Ladima Foundation em parceria com a DW Akademie, African Women in the Time of Covid-19, que convidou mulheres africanas a compartilhar suas histórias sobre o impacto pessoal, econômico e social da Covid-19 na África. 

Os filmes corajosos e poderosos que foram submetidos tristemente refletiram as circunstâncias extremamente difíceis que muitas mulheres africanas estão enfrentando. As histórias mostraram como, em muitos casos, a pandemia realmente impactou as mulheres com mais força e de maneiras diferentes do que os homens.

Foram enviados cerca de 200 filmes de 18 países africanos que compartilharam suas histórias comoventes e honestas sobre uma diversidade de tópicos com temas dominantes de violência doméstica, falta de oportunidades, aumento da carga de cuidados, mas também histórias de resiliência e esperança.

As dez realizadoras que tiveram seus filmes selecionadas receberam um cachê de 500 euros e terão os filmes exibidos em diversos meios e formatos. A Mostra de Cinemas Africanos se junta a essa iniciativa de difusão de histórias construídas a partir dos olhares de jovens mulheres africanas sobre suas próprias vidas. A diversidade desses olhares reflete diversas camadas em torno das vidas cotidianas dessas mulheres em países e classes sociais diferentes.

Nossa contribuição com a tradução e legendagem dos 10 curtas aumenta a visibilidade e alcance dessas narrativas entre os países de língua oficial portuguesa: Brasil, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Portugal. A transcrição, tradução e legendagem  foram realizadas por Ana Camila Esteves, Edmilia Barros e Emma Melissa Saville.

SOBRE A LADIMA FOUNDATION

A Ladima é uma organização sem fins lucrativos pan-africana fundada com o objetivo de contribuir para corrigir os principais desequilíbrios de gênero nas indústrias de cinema, TV e conteúdo. Por meio de várias iniciativas, a Ladima apoia, treina e orienta mulheres em diversos papéis nos espaços de cinema, TV e conteúdo.

Através de parcerias e colaborações em vários países, bem como através de redes e intervenções pan-africanas, a Fundação Ladima está comprometida com o desenvolvimento de treinamento, criação de redes e oportunidades relacionadas para as mulheres profissionais que demonstram sua seriedade e compromisso com seu ofício.

Veja abaixo mais detalhes sobre cada uma das cineastas que fazem parte desse projeto e as sinopses dos curtas.