Latest Works

Para Maria

For Maria / Ebun Pataki. Nigéria | 2020 | 75 min | Ficção | 14 anos
Direção: Damilola Orimogunje
Roteiro: Tunray Femi e Damilola Orimogunje
Fotografia: David Wyte
Elenco: Gabriel Afolayan, Tubi Aiyedehin e Dayo Akinboro

Sinopse

Depois de um parto complicado em que sua vida estava em jogo e que resultou na perda de seu útero, Derin tem dificuldarua de de se conectar com sua filha recém-nascida Maria. Isso faz com que Derin se desconecte cada vez mais do mundo ao seu redor, incluindo seu relacionamento com o marido Afolabi, que está cheio de ansiedade por não ser capaz de compartilhar a alegria da paternidade com sua esposa. O diretor e roteirista nigeriano Damilola Orimogunje nos apresenta ao mundo da depressão pós-parto após partos traumáticos e suas consequências na saúde mental da mãe.

Este filme faz parte da nova onda do cinema nigeriano e ganhou o Prêmio do Público de Melhor Longa de Ficção no Film Africa 2020, onde fez sua estreia mundial. É o primeiro longa-metragem de Orimogunje após ter produzido vários curtas-metragens selecionados e exibidos em mais de 40 festivais de cinema ao redor do mundo tais como Luxor African Film Festival, New York African Film Festival, African International Film Festival e Lake International Pan African Film Festival.

Sobre o diretor

Damilola Orimogunje é roteirista e diretor de cinema nigeriano. Formado em Comunicação de Massa pela Caleb University, Lagos, Nigéria, trabalhou com vários canais de produção como Lagos Television, Royal Roots, MNET Africa e FilmOne como escritor ou produtor de conteúdo. Como diretor de cinema, seus curtas foram selecionados e exibidos em mais de 40 festivais de cinema, incluindo Film Africa, Luxor African Film Festival, The African Film Festival, African International Film Festival, Pan African Film Festival, ganhando prêmios de Melhor Curta e Melhor Ator. Seus filmes têm sido principalmente cercados de temas como Amor, Traição, Depressão e Morte. Ele é inspirado nas obras de Wong Kar-Wai e Ingmar Bergman. Damilola se vê como parte de uma nova geração de cineastas nigerianos que fazem histórias africanas visualmente atraentes e não convencionais para promover mudança social.